O que aconteceu comigo

Estava em uma fase “difícil”, pois há uns 4 meses atrás comecei a “bombar” como modelo, me ligavam direto e até recusava trabalhos.

Quando do nada baixou drasticamente a quantidade de ofertas, achava que estava acostumada a essa vida de freelance, mas não estava.

Minhas primeiras 2 ~3 semanas sem ser selecionada para NADA, nadinha mesmo, entrei em crise, me perguntando o que que eu fiz de errado.

Na 4 semana fiquei meio desesperada, achei que minha carreira estava acabada (super dramática), mas logo após esse período, deixei o meu lado coitadinha, e decidi fazer algo, comecei a elaborar projetos para começar a minha própria empresa( bem doida mesmo), tive milhões de ideias que algumas viraram projetos (em andamento/ fase teste), pois eu não quero de forma alguma ir para um kaisha.

“Males que vem para o bem”
Nessa busca de ideias, aprendizado e desespero, voltei a fazer o que fazia antes, fazer colaborações, voltei a ir a meus eventos/ seminários, comecei a descobrir oportunidades, acabei contratando uma Coach pessoal para ajudar a me organizar.

Mas antes disso fiz uma viagem de 4 dias para Hyogo(Kobe), Osaka e Kyoto. (Na verdade foi um presente de aniver para o meu marido, mas eu não poderia ir se eu tivesse trabalho )

Vi uma empresa grande de modelos procurando por “NEW FACES” e decidi me inscrever, passei na seleção de fotos, fui para um workshop junto com um teste de avaliação, fiquei entre as finalistas, fui convidada a fazer um curso com a agência, pois eles não aceitam modelos sem treinamento. E ainda estou pensando se irei as aulas.

Estou também me aplicando mais na organização de eventos, o que eu adoro, e como o que eu gosto de fazer é ajudar pessoas e trabalhar como modelo, mês que vem farei uma aula de Coach na única universidade americana de Tokyo ( Temple ).

Fiz algumas parcerias, projetos para o ano que vem.

E enquanto tudo isso acontecia, os meus serviços voltaram, a crise passou, e acredito que fui super boba, e estou feliz por ter tido esse “break”, esse “choque” de não ter tido serviço, foi ótimo para mim pensar mais no futuro. Enquanto eu estava me dando bem e trabalhando muito, não tinha tempo para pensar no que faria.

Se eu pudesse dar uma dica para quem está começando seja como modelo ou o que for, na época de baixa demanda tente se aprimorar, nas 3 primeiras semanas eu perdi apenas me remoendo e me perguntando porque tudo estava errado. Ao invés de buscar uma solução. Depois que eu sai do lugar as coisas começaram s voltar a acontecer, e na minha opinião bem melhor que antes.
Beijinhos 😘😘

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Isa disse:

    Oi Laysa! Adorei seu post, estou pensando em me tornar modelo também, estou de olho sempre aqui nas suas dicas mas nunca tinha deixado um comentário antes. Se você resolver fazer o curso da agência, você poderia fazer um post sobre isso? Eu adoraria saber mais!
    Ahhh eu queria saber também se você acha que vale a pena investir na carreira de modelo morando fora de Tokyo, a umas 2 horas de carro de distância.
    Bom então é isso, desculpa o comentário enorme! Estou amando o blog, continue assim, beijos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s